Dívida Cármica perante a Justiça Divina

 

Você sabe o que é um Resgate Espiritual?

Resgate é o mesmo que expiação, é a “lei de causa e efeito”, é a oportunidade de reaver ações do passado, hoje, com a maior neutralidade possível e isso se aplica às pessoas, à personalidade, a situações, a lugares… O resgate acontece exatamente como ensinou o mestre Jesus: “A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória.” Você tem o livre arbítrio para escolher o seu caminho, mas obrigatoriamente terá que arcar com as consequências dos seus atos, revendo os erros ou pagando as dívidas, mais cedo ou mais tarde e isso pode ser individualmente ou coletivamente, de acordo com as particularidades de cada fato.

É sabido que não viemos a esse mundo a passeio. Fomos enviados para essa escola simplesmente para aprendermos as lições que necessitamos dominar, principalmente através dos relacionamentos. Nessa saga, necessitamos descobrir o nosso real propósito de estar aqui.

Por que? Para que? Por onde? Como?

Há na Terra espíritos em várias escalas de evolução, mas a maior parte ainda está em resgate espiritual. É por meio do enlace de desafetos que se cura a discórdia. É pela dor do corpo e da consciência que são resgatados os erros e a culpa. É com tais ferramentas da lei divina que se cumprem carmas e que se cresce espiritualmente. A cada dificuldade, a cada acerto, a cada exemplo no bem é que se progride espiritualmente. É o exercício do desapego e do desprendimento. É a fraternidade, a caridade e o amor que são chaves para crescer. O egoísmo prende os seres à Terra e impede que a evolução se processe. É a chance de elevar-se e depurar-se gradativamente.

Os resgates mais penosos são de grande valia, pois contribuem com a aceleração da evolução individual ou em grupo. Porém, não basta passar pelas provas, é necessário também aceitar as situações imutáveis e buscar as melhorias dentre as possibilidades apresentadas.

No livro O Voo da Esperança, romance espírita ditado pelo espírito do Dr. Jerônimo Rodrigues, há um exemplo formidável de um projeto de resgate coletivo que traz à tona problemáticas cujos elos formados em alguma existência entre um grupo de pessoas afins precisam ser desmanchados, perdoados e libertados para que além do progresso e evolução, haja libertação em todos os sentidos.

“Não há crer, no entanto, que todo sofrimento suportado neste mundo denote a existência de uma determinada falta. Muitas vezes são simples provas buscadas pelo Espírito para concluir a sua depuração e ativar o seu progresso. Assim, a expiação serve sempre de prova, mas nem sempre a prova é uma expiação. (…)

Sem dúvida, o sofrimento que não provoca queixumes pode ser uma expiação; mas, é indício de que foi buscada voluntariamente, antes que imposta, e constitui prova de forte resolução, o que é sinal de progresso.”

(Allan Kardec. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Rio de Janeiro: FEB, 1978)

Sigamos firmes, atravessando os mares e os desertos da ignorância e da falta de fé.

Bendita seja toda oportunidade de adquirir conhecimento e compartilhá-lo.

Ana Dantas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *