Homenagem ao Candomblé na Câmara Federal

Na terça feira 21 de março de 2017, atendendo ao convite do Deputado Federal Vicentinho (PT/SP) o Babalaô Ronaldo Linares, presidente da Federação Umbandista do Grande “ABC” (FUG”ABC”), idealizador e criador do Santuário Nacional da Umbanda, participou da sessão solene realizada na Câmara dos Deputados (em Brasília/DF) em homenagem ao Candomblé.

Transmitida ao vivo pela TV Câmara, a sessão contou com religiosos do candomblé, da umbanda e do catolicismo, mais um ato do Deputado em sua proposta para integrar as religiões e promover o respeito mútuo. Os presentes deslocaram-se das mais diversas cidades, com representantes de São Paulo, Peruíbe, Salvador, São Bernardo do Campo, Santo André, Diadema, Manaus, Alagoas e outras, incluindo um estrangeiro da Angola.

O Deputado Vicentinho convocou para compor a Mesa Diretora algumas figuras mais importantes no Candomblé, como o Babalorixá Walter De Odé e Maria Conceição Casemiro dos Reis Egbonmy Conceição Reis de Ógún), além de Pai Ronaldo Linares – representando a Umbanda, além do grande líder Cássio Lopes Ribeiro – presidente da FUCABRAD/Diadema. Em seu discurso, Pai Ronaldo contou como foi acolhido pelo candomblé em 1946 e reforçou a importância de se preservar as origens africanas da religião, cultuadas até a atualidade.   Faixas foram expostas pela superação da intolerância religiosa:

É mais do que ser contra a intolerância, queremos superá-la e estimular o respeito para exercer o direito à livre expressão religiosa” disse o Deputado.

A cerimônia foi iniciada, atendendo ao protocolo, com o Hino Nacional Brasileiro, o Hino do Candomblé e a execução do Hino à Negritude, criado pelo Professor Eduardo de Oliveira e tornado obrigatório em toda sessão que trate do tema, por uma Lei de autoria do Deputado.  Para a abertura dos trabalhos religiosos houve uma prece em língua africana pedindo proteção aos presentes e para que a cerimônia ocorresse na mais perfeita paz e harmonia e não faltou sequer a entrega do Epadê de Exu.

Vários religiosos agradeceram a oportunidade da criação do Dia Nacional do Candomblé – proposto pelo Deputado, e, atualmente, em processo de votação – e ressaltaram a dificuldade de perseverança do Candomblé desde a época da escravidão, em que negros eram tratados como animais, até os dias de hoje, com falta de espaços destinados aos rituais e o preconceito de outras religiões.

Quando volvemos nosso para um passado não tão distante de preconceitos e perseguições constatamos o quanto – graças a representantes como o Dep. Vicentinho e outros irmãos umbandistas e candomblecistas em outras Casas de Leis deste nossos Brasil – já fizeram para que nossa crença e ritos religiosos fossem respeitados.

Estiveram presentes na sessão, manifestando seu apoio a causa, alguns deputados, como Luiziane Lins (PT/CE), Orlando Silva (PCdoB/SP), Pollyana Gama (PPS/SP), Janete Capiberibe (PSB/AP), Paulo Fernando dos Santos (PT/AL) e Maria do Rosário (PT/RS). Todos falaram a favor da liberdade de manifestação de fé, e da luta dos negros por seus direitos de cidadãos e devido respeito.

Mais uma vez o Deputado Vicentinho demonstrou sua simpatia e determinação a favor da causa que abraçou em defesa das religiões de matrizes africanas, já tão penalizadas e discriminadas, bem como seus praticantes.  Pai Ronaldo já esteve na mesma Câmara (em outra ocasião), numa sessão solene em homenagem a Umbanda, quando o Deputado conseguiu a aprovação para a instituição do Dia Nacional da Umbanda – cuja data de comemoração nacional é o dia 15 de novembro.  Atualmente, são os praticantes do Candomblé que aguardam – ansiosos – pela votação do seu Projeto de Lei pela instituição do Dia Nacional do Candomblé.

Parabéns Deputado, mais do que um guerreiro audaz, firma-se como um símbolo para um Brasil mais forte e mais justo.  Que Oxalá e os Orixás possam pavimentar de rosas o seu caminho de glórias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *