Para além do interesse musical, a vida de Juliana D Passos é repleta de ligação com a cultura de terreiro. Algo que está refletido, antes de mais nada, na sua origem, como descendente direta de escravos africanos. Sua bisavó chegou ao Brasil em navio negreiro e seu avô foi adotado por outra família por conta da Lei do Ventre Livre. Um processo que também determinou uma ligação familiar com a religiosidade de matriz africana.

​Desde a infância, os parentes eram vinculados aos cultos afro-brasileiros, o que fez com que os orixás e entidades fossem muito presentes em sua vida, apontando para sua missão espiritual no caminho da Umbanda.

​​Já na vida adulta, conheceu o Centro Espírita São José (CESJ), uma das mais antigas casas dedicadas aos cultos afro-brasileiros em Florianópolis, Santa Catarina. Foi então que sua religiosidade se definiu e ela passou a dedicar-se ao culto dos orixás.

Hoje, Juliana está à frente dos projetos Macumbaria, Atabaque & Voz, Acordes de Aruanda e Samba de Fé, todos trabalhos voltados musical e culturalmente à louvação e celebração da espiritualidade, angariando mais de 100 mil seguidores em todas as suas redes sociais, e somando mais de 5 milhões de visualizações de seus vídeos publicados.

JULIANA D PASSOS E A MACUMBARIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *